Confira o Guia de brasileiros que vão disputar o Campeonato Português na temporada 2020/21 que começa nesta sexta:
Alex Telles, Tiquinho Soares e Otávio foram os brazucas que venceram a última edição pelo Porto. (Foto: Divulgação/Instagram)

**Matéria feita em parceria com Ramon Vitor e João Paulo

O campeonato estrangeiro com mais brasileiros disputando retorna nesta sexta-feira (18) com 147 brasileiros, entre eles, o atacante Everton Cebolinha que chega como a contratação mais cara da Liga até o momento e há expectativa de como ele e ver outros brasileiros como Pedrinho irão se firmar em sua primeira experiência na Europa. Tem também jogadores experientes como zagueiro Henrique, ex-Corinthians e entre outros.

Para se ter uma noção de quais são as expectativas de cada time nossa equipe preparou esse Guia pensando em auxiliar você que gosta de acompanhar os brazucas ao redor do mundo.Confira uma análise dos brasileiros que fazem parte do elenco do time português, saiba quais são expectativas, quem devem ser os destaques e também os coadjuvantes:

Belenenses

Visando uma temporada mais tranquila do que a anterior, em que escapou do rebaixamento com uma diferença de apenas dois pontos, o Belenenses foi as compras para satisfazer o desejo de seu novo treinador, Petit. O experiente zagueiro Henrique (ex-Corinthians e Palmeiras), de 33 anos, é o principal reforço para a defesa dos azuis.

View this post on Instagram

Henrique Buss é reforço até 2022 🔝 6 vezes internacional Brasileiro, foi sempre titular em todos os clubes que representou ⚽ No Brasil jogou nos principais clubes (Coritiba, Palmeiras, Fluminense e Corinthians), em Itália jogou no Nápoles, na Alemanha jogou no Bayer Leverkussen, em Espanha no Racing Santander e agora vem acrescentar qualidade à LigaNOS vestindo a nossa camisola 👏🏼 Bem-Vindo Henrique 👍🏼 Unidos na Ambição de Vencer! #TorresdeBelem #LigaNOS #Futebol #Portugal

A post shared by Belenenses Futebol, SAD (@osbelenensesfutebolsad) on

Além de Henrique, outros reforços brasileiros para a temporada 2020/21 são o volante Cauê (ex-Santo André), de 31 anos e o meia Bruno Ramires, de 26. Com isso, a equipe do Belenenses abre a temporada com um total de cinco brasileiros no elenco; além dos reforços, a equipe conta com o zagueiro Eduardo Kau (ex-Avaí) e o atacante Dieguinho, que buscam afirmação após uma temporada sem muitas partidas pelo clube.

Benfica

O Benfica é o time que mais será observado pelos brasileiros após o retorno de Jorge Jesus, ídolo do clube, e com as chegadas de Everton Cebolinha e Pedrinho. Após ser vice no último ano o clube tenta voltar a vencer a Liga com outros brasileiros com a dupla ex-Botafogo o goleiro Helton Leite  o lateral Gilberto além dos zagueiros Morato, ex-São Paulo e Jardel, ex-Avaí , o meia Gabriel, ex-Vasco e o atacante Carlos Vinícius, ex-Santos e Palmeiras que teve sua saída especulada, mas foi relacionado na partida do clube pela Champions League.

Everton em ação pelo Benfica. (Foto: Divulgação/Benfica)

Everton deve ser o grande nome da equipe após grandes anos pelo Grêmio e também presença constante na Seleção Brasileira. Apenas ele e Pedrinho (de quem também se espera muito) dos brazucas foram titulares na primeira partida da temporada e Carlos entrou. O lateral Gilberto e o meia Gabriel foram reservas, o segundo fez uma ótima temporada e foi titular durante quase todo ano sendo percussionista no meio de campo, mas começa a temporada como reserva no time de Jesus.

Boavista

Após uma temporada em que ficou apenas na segunda metade da tabela, o Boavista busca alçar voos maiores na edição 2020/21 do campeonato português. Sob o comando de seu novo treinador, Vasco Seabra, a equipe se reforçou com o jovem lateral direito Nathan (emprestado pelo Vasco) de apenas 19 anos, que irá disputar vaga com o estadunidense Reggie Cannon, outro recém chegado, após a saída de Fabiano (ex-Palmeiras e Internacional) que foi titular da posição em várias partidas na última temporada.

View this post on Instagram

🗣️ "Fui muito bem recebido!" @nathansantos_02 já é um dos nossos 💥🖤 #boavistafc #nathan

A post shared by Boavista Futebol Clube (@boavistafutebolclube) on

Quem chegou também para reforçar o setor defensivo, foi o goleiro Léo Jardim, ex-Grêmio, de 25 anos e que vai ter como colegas de baliza outros dois brasileiros: Matheus Kayser, também de 25 anos, com passagem pela base do Athlético e o experiente titular da posição, Rafael Bracali, de 39 anos (tanto Rafael, quanto Léo Jardim possuem cidadania italiana).

Nathan chega a sua primeira equipe profissional na carreira, porém terá bastante apoio de companheiros compatriotas em sua jornada. Os brasileiros são maioria na equipe portuguesa, somando 8 jogadores no total; além dos citados anteriormente, fecham a conta o ponta esquerda Gustavo Sauer (ex-Paraná), o meia Paulinho (ex-Fluminense), o atacante Kalani Almeida e o defensor Zé Augusto (ex-Mirassol).

Braga

O Braga tem como trunfo a chegada do técnico Carlos Carvalhal após belo trabalho no Rio Ave e entre os reforços do time está Guilherme Schettine que chegou do Santa Clara. Na equipe também estão os brasileiros Matheus, ex-goleiro do América, os defensores Vitor Tormena,ex-São Paulo, Bruno Viana, ex-Cruzeiro, Fabiano, revelado pela Penapolense, Tormena, cria do São Paulo,  e Raul Silva, ex-Ceará, além dos atacantes Murilo, ex-Botafogo e Wenderson Galeno, ex-Grêmio Anapólis.

Fransérgio (esquerda) e Murilo durante amistoso do Braga. (Foto: Divulgação/Braga)

Matheus foi o titular absoluto no gol do Braga na última temporada e deve seguir na meta do time, além dele, Bruno Viana deve seguir sendo o pilar da equipe mesmo com mudança de técnico e é o mesmo caso do meia Fransérgio que é o capitão da equipe, líder técnico e também moral do time. Murilo e Raul Silva também começaram a temporada como titulares nos amistosos disputados e os outros brasileiros precisaram conquistar seu espaço.

Famalicão

O Famalicão surpreendeu na última temporada e por pouco não conseguiu se classificar para a Liga Europa, logo na primeira temporada na primeira divisão após 25 anos passando por divisões inferiores. Desta vez, a equipe do técnico João Pedro Sousa não quer bater na trave e se reforçou com o zagueiro Henrique Trevisan (ex-Ponte Preta) e o ponta esquerda Jhonata Robert (ex-Grêmio) que devem ser titulares.

O principal artilheiro brasileiro da equipe no campeonato passado foi o jovem Anderson Silva, autor de 7 gols e vai buscar repetir a boa temporada ao lado de seus companheiros Walterson Silva, também atacante; o volante Gustavo Assunção, o meia atacante João Neto, os zagueiros Riccieli e Patrick William, além do goleiro Gabriel Souza, totalizando 9 brasileiros no time fundado em 1931.

Farense

Recém-promovida, a Farense entrará brigando pela permanência no campeonato e o time se reforçou pensando nisso e trouxe os brasileiros Rafael Defendi, que no Brasil atuou pelo Bragantino, o ex-Flamengo César Martins, Abner Felipe, ex-Athletico,Eduardo Mancha, ex-Ceará e Pedro Henrique, ex-Atlético GO.  Além deles, continuam no time Cássio Scheid, ex-Santo André, Fabrício Isidoro, Cláudio Falcão e Jonatan Lucca, ex-Athletico. O clube tem quase a mesma quantidade de brasileiros (9) do que a de portugueses (10).

Titular no Famalicão na temporada passada, Defendi começou os amistosos também como titular, além dele, Cássio, Fabrício, Cláudio e Jonatan Lucca também começam largando na frente para a vaga entre os 11 iniciais. Eduardo Mancha e Pedro Henrique também foram utilizados. Cássio deve ser a figura mais carimbada e essencial no time titular já que é o capitão da equipe e fez uma boa temporada na Segunda Liga.

Cássio esteve 9 meses parado e mostrou que está pronto para ajudar a Farense tirando uma bola em cima da linha durante amistoso. Veja:

View this post on Instagram

Foram 8 meses de uma recuperação muito solitária, sem poder treinar e jogar com meus colegas. Uma lesão muito difícil mas que já ficou no passado, e com ela foram só momentos de aprendizagem. Estou muito feliz por estar de volta e por poder fazer os 90 minutos. A caminhada ainda é longa,e seguimos um passo de cada vez. Com a mesma ambição de sempre, porém muito mais preparados em todos os aspectos. Só tenho que agradecer a Deus e a todos que tiveram participação importante nesse processo, tanto diretamente como indiretamente. ESTOU DE VOLTA, e juntos vamos ser muito fortes. 🦁 ⚽️

A post shared by Cássio Scheid (@cassioscheid_41) on

Gil Vicente

Gil Vicente durante amistoso pré temporada contra o Braga (Foto: Divulgação/Gil Vicente)

O Gil Vicente fez uma campanha digna para sua realidade em 19/20, ficando no meio da tabela com 43 pontos conquistados. Neste ano, o clube tentará uma vaga para a Liga Europa com os brasileiros, Dênis, Daniel Fuzado, Rodrigão Prado, ex-Atlético MG, Ygor Nogueira, ex-Fluminense, Guilherme Mantuan, João Afonso, ex-Internacional, Leandrinho, ex-Botafogo, Lucas Mineiro, Miullen, ex-, Renan, ex-São Bernardo, Samuel Lino, ex-São Bernardo, e Lourency, ex-Chapecoense.

Os grandes destaques brasileiros da equipe são o goleiro Dênis, ex-São Paulo, que fez uma temporada regular, o também goleiro Daniel Fuzato, ex-Palmeiras que pertence a Roma e foi convocado recentemente para a seleção principal, Lucas Mineiro, ex-Vasco, que chega do Japão agora para reforçar o meio campo do Gil Vicente, e o zagueiro Rodrigão Prado, que foi quem mais acertou passes e um dos que mais acertou cortes, ao lado de Ygor Nogueira, na última temporada.

Marítimo

O Marítimo é um dos clubes que mais conta com brasileiros em sua equipe. O técnico Lito Vidigal irá contar com 12 jogadores nascidos em solo brasileiro. O lateral Cláudio Wink (ex-Vasco), o volante Diego Gomes (revelado na base do Santos), o goleiro Caio Secco e o lateral esquerdo Marcelo Hermes chegam para reforçar o clube que fez campanha mediana na temporada passada.

Os principais brasileiros da equipe são o zagueiro Renê, que teve atuações sólidas na última temporada e o atacante Rodrigo Pinho, artilheiro da equipe no campeonato passado com 10 gols marcados. A lista de brasileiros contém ainda os atacantes Getterson e Marcelinho; os meias Jean Cléber e Jean; o defensor Lucas Áfrico, além do goleiro Charles Silva.

Moreirense

Moreirense jogando amistoso pré-temporada contra o Paços de Ferreira (Foto: Divulgação/Moreirense)

Dentro de sua realidade, o Moreirense passou longe de fazer uma temporada ruim em 19/20, e na que começará nesta sexta (18/09), tentará ao menos conseguir uma vaga na Liga Europa, com os brasileiros, Kewin, ex-Mirasol, Mateus Pasinato, Reynaldo, ex-Juventude, Matheus Silva, ex-Bahia, Djavan, ex-Corinthians AL, Luiz Henrique, ex-Náutico, Felipe Pires, Lucas Rodrigues, ex-Mirasol, Yan Santos, e Derik Lacerda, ex-Resende.

Os grandes destaques brasileiros da equipe são, o goleiro ex-Vila Nova, Mateus Pasinato, que fez uma boa temporada em 19/20, e os recém chegados, Felipe Pires, ex-Palmeiras e Fortaleza, e Yan Santos, ex-Palmeiras e Sport, que já passou por Portugal quando defendeu o Estoril.

Paços de Ferreira

Jordi durante amistoso pré-temporada contra o Moreirense (Foto: Divulgação/Paços de Ferreira)

Tendo disputado o campeonato na parte de baixo da tabela na última temporada, o Paços de Ferreira tentará fazer diferente neste ano com Jordi, Michael, Marcelo, ex-Rio Preto, Maracás, ex-Vitória, Luiz Carlos, ex-Ipatinga-BA, Murilo Freitas, ex-Mirasol, Douglas Tanque, e Lucas Silva.

Os grandes destaques deste clube são, Luiz Carlos, que foi o meia mais regular da equipe na última temporada, Douglas Tanque, ex-Ponte Preta, que com 11 gols foi o artilheiro do Paços de Ferreira no último ano, o atacante Lucas Silva, que veio do Flamengo para o lugar de Denílson, ex-São Paulo e Atlético MG, que foi um dos jogadores mais importantes da equipe na última temporada, Jordi, ex-Vasco, e Michael, emprestado pelo Atlético MG. Os dois goleiros brigarão por uma vaga no time titular ao longo da temporada.

Portimonense  

Portimonense durante amistoso pré-temporada contra o Sporting (Foto: Divulgação/Portimonense)

Rebaixado na última temporada e salvo no tapetão, o clube da linda cidade de Portimão, tentará fazer uma temporada mais produtiva com 22 brasileiros em seu elenco, sendo eles Bruno Tabata, ex-Atlético MG, Raphael Aflato, Jonanthan Monteiro, Lucas Tagliapietra, ex-São Cruz, Henrique, ex-Coritiba, Lucas Possignolo, Lucas Fernandes, Dener, Maurício Antônio, ex-Juventus, Jadson, ex-Bonsucesso, William Rocha, Fernando Medeiros, ex-Santos, Júlio César, ex-Atlético Go, Anderson Oliveira, ex-Londrina, Wllinton Jr, ex-Coritiba, e Fabrício, ex-Botafogo.

Não dá para interpretar bem quais os critérios o Portimonense usa para contratar, e dentre tantos brasileiros, os que se pode destacar, além do Fabrício, que vem do Urawa Reds como uma boa aposta, são os que fizeram uma boa temporada em 19/20, sendo eles, Bruno Tabata, seu melhor jogador, que foi cobiçado por outros clubes nesta janela, William Rocha, ex-Grêmio, Lucas Possignolo, Lucas Fernandes, e Dener, todos três ex-São Paulo. Esta é basicamente a espinha dorsal da equipe, são os jogadores que a fazem funcionar.

Porto

Equipe do Porto durante treino pré-temporada (Foto: Divulgação/Porto)

O atual campeão da competição é curiosamente um dos clubes que menos tem brasileiros em seu plantel principal, e tentará o bicampeonato com Alex Telles, ex-Grêmio, Otávio, ex-Internacional, Tiquinho Soares, ex-Treze, e com Evanilson, que foi recém comprado do Fluminense.

Cheio de moral com sua torcida, Alex Telles foi o melhor jogador brasileiro da última temporada do campeonato português, e sem dúvidas é um dos principais destaques do clube, sendo bastante cobiçado por outras equipes na última janela europeia. Tiquinho Soares e Otávio também são unanimidades, Evanilson porém, terá uma disputa dura pela frente, pois a posição de ataque é repleta de grandes estrelas como Marega, Corona e Tiquinho Soares.

 

Rio Ave

O Rio Ave que perdeu seu técnico Carlos Carvalhal e se classificou para a Liga Europa se reforçou  com o goleiro Léo, que estava no Athletico e ao que tudo indica deve ser o arqueiro titular da equipe e o goleiro Magrão, da base palmeirense chega para ser sombra dele. O clube conta com três ex-jogadores do São Paulo que são o lateral Matheus Reis, o meia Lucas Piazón, e o zagueiro Aderllan Santos, além do lateral ex-Inter, Júnio Rocha, do volante ex-Bahia, Filipe Augusto, meia ex-América MG, Diego Lopes e os atacantes Ronan, ex-Grêmio, Gabrielzinho, ex-Athletico e Leandro Alves, ex-Atlético Diadema.

Filipe Augusto, um dos pilares da equipe. (Foto: Divulgação/Rio Ave)

Além de Matheus e Aderllan  que devem ser os pilares da defesa, o volante Filipe Augusto também foi um dos grandes destaques da equipe com 4 gols e 2 assistências, além de um aproveitamento bom em desarmes e eficácia de 74% em dribles. O meia Diego Lopes é o camisa 10 da equipe, participou de 10 gols na última temporada e deve ser a grande referência do Rio Ave para a temporada 20/21.

Santa Clara

O Santa Clara chega ao seu terceiro ano na liga portuguesa de técnico novo e visando alcançar objetivos maiores. Se nas temporadas anteriores o clube do treinador Daniel Ramos ficou na metade da tabela, sem sustos, este ano por que não sonhar com as ligas europeias? E esse sonho com certeza passa pelos pés de Lincoln. Camisa 10 da equipe, o jovem meia brasileiro, campeão com o Grêmio da Copa do Brasil em 2016 e da Libertadores, em 2017, é um dos principais jogadores da equipe e se destaca pela sua versatilidade atuando no meio campo.

A equipe perdeu o promissor lateral esquerdo nigeriano Saidu Zanusi, contudo se reforçou com o brasileiro Mansur (ex-Atlético-MG). Além de Mansur, chegaram também nesta janela o ponta-esquerda Jean Patrick (ex-São Paulo) e o volante Júlio Romão (ex-Santa Cruz). Outros brasileiros da equipe são os meias Anderson Carvalho (ex-Santos), Lucas Marques (ex-Internacional) e os atacantes Carlos Júnior (ex- Atlético-MG), Thiago Santana (ex-Internacional) e Crysan (ex-Athlético) totalizando nove brasileiros na equipe de Ponta Delgada.

Sporting

O Sporting tenta a difícil missão de conseguir voltar a brigar por títulos e é um dos times com menos jogadores brasileiros, sendo quatro no total: o goleiro Renan Ribeiro que atou no São Paulo e Atlético-MG, Matheus Nunes que nunca atuou no futebol brasileiro, Wendel, ex-Fluminense e Luiz Phellype que só atuou no Desportivo Brasil.

Apenas Wendel é titular absoluto na equipe e o volante vem cada vez mais amadurecendo no futebol português sendo muitas vezes o termômetro da equipe sendo o sexto da Liga com mais passes por jogo e a segunda melhor média (92%), além de uma boa chegada na área com 3 gols e 2 assistências. Luiz Phellype apesar de não ser titular foi essencial nas partidas que jogou e fez 6 gols em 16 jogos, tendo uma média de 1 gol a cada 168 minutos. O atacante ainda pode deixar equipe e até recebeu sondagens do Grêmio.

Wendel mostrando toda sua qualidade com assistência durante amistoso de preparação:

View this post on Instagram

@zou_feddal 🙌🏾🦁💪🏾

A post shared by Wendel37 (@wendel37) on

Tondela

A equipe do Tondela deseja uma temporada mais tranquila que a anterior, quando escapou por pouco do rebaixamento. Para isso conta com o reforço do lateral direito Bebeto, de 30 anos, que já teve passagem pelo Bahia, para auxiliar o técnico Pako Ayerstaran. O lateral chega para suprir a saída de Manú Sanchez que não se firmou na equipe.

View this post on Instagram

@beetoalvess agora és auriverde 🔰 #juntos #orgulhobeirão

A post shared by CD Tondela (@cdtondela) on

Bebeto terá a companhia de seu compatriota Pedro Augusto, volante de 23 anos revelado pelo São Paulo, que está no clube desde a metade de 2019 e os dois serão os únicos brasileiros da equipe.

Vitória Guimarães

O Vitória Guimarães fez uma boa temporada e quer voltar a disputar uma competição europeia e para isso tem que ficar entre os cinco primeiros. O clube contratou a estrela portuguesa Ricardo Quaresma e conta na equipe apenas com dois brasileiros, Mascarenhas, revelado pelo Fluminense e Bruno Duarte, ex-Palmeiras.

Bruno Duarte durante amistoso que fez dois gols. (Foto: Divulgação/Vitoria)

Mascarenhas está desde a temporada passada no Vitória, mas ainda não estreou pela equipe, já Bruno Duarte foi peça essencial e marcou 8 gols e deu 5 assistências na última Liga NOS. No único amistoso disputado pela equipe ele marcou dois gols e deve manter sua titularidade e ser a esperança de gols do time.