Chiangchun Yatai venceu a Segunda divisão da China e o ex-Santos, Serginho e ex-Paraná, Lucas Souza foram essenciais na campanha:
Lucas Souza (ao lado direito do troféu) e Serginho (ao centro, do lado esquerdo do dono de terno) comemorando o título da equipe. (Foto: Divulgação/Instagram)

Dos 28 gols marcados, os brasileiros participaram de 9

O Chiangchun Yatai, time tradicional da China que já venceu a Primeira divisão e já havia sido vice da Segunda, além de já ter vencido a Terceira, venceu pela primeira vez a League One, a Segunda divisão da China. O time estava 11 anos sem conquistar um título e após ter sido rebaixado na última temporada conseguiu retornar a elite.

O Changchun foi absoluto na Segunda divisão, liderando seu grupo na primeira fase com 21 pontos, sofrendo apenas uma derrota e marcando 20 gols e sofreu 7. Na fase de acesso, o Chiangchun reinou mais ainda e em 5 jogos venceu quatro e empatou uma vez, marcando 8 gols e sofrendo apenas um.

Os brasileiros Serginho e Lucas Souza foram essenciais para o acesso. Na primeira fase, Serginho fez 2 gols e 4 assistências em 10 jogos e nos 5 jogos da segunda fase fez 1 gol e deu 2 assistências. O volante Lucas Souza cumpriu bem sua função defensiva e conseguiu fazer 3 gols nos 15 jogos disputado, sendo todos os gols marcados de cabeça usufruindo bem da sua altura de 1,86m e dos cruzamentos de Serginho.

Revelado pelo Santos, Serginho passou por Santo André, Vitória e América-MG no Brasil, antes de partir para o Kashima Antlers do Japão, onde foi um dos grandes destaques do clube na conquista da Champions da Ásia de 2018. Após não renovar seu contrato com a equipe japonesa, o brasileiro assinou um contrato milionário para ser o protagonista do Changchun Yatai no projeto de retomada do clube à elite chinesa.

Lucas Vieira de Souza tem 30 anos e foi revelado pelo Juventus da Mooca, em 2011. O meia passou rapidamente na equipe paulista e foi vendido ao Paraná, em 2012. O jogador ainda tem passagens por Olhanense-POR, Parma-ITA, Moreirense-POR, Tondela-POR e AEL Limassol-CHI até ir para o Apoel, em 2017. Jogou por 3 temporadas na equipe do Chipre e foi vendido ao Changchun Yatai, em 2020.