Com três campeões e muitos artilheiros, brasileiros são destaque na Liga do Vietnã 2020
Pedro Paulo e Geovane Magno comemoram gol. Ambos estão na seleção do campeonato. (Foto: Reprodução/Instagram Pedro Paulo)

Apesar de sua atipicidade, o ano de 2020 já está chegando ao fim. Com menos de 50 dias para o término deste ano maluco, tentamos seguir a vida. E não é só o ano que está se encerrando. Campeonatos de futebol por todo o mundo, que tiveram que parar por causa da pandemia do novo coronavirus, já não tem mais jogos para serem realizados. É o caso do Campeonato Vietnamita. O Viettel FC encerrou um jejum de duas décadas e levou seu 19° troféu da primeira divisão do país asiático. No plantel, três brasileiros que foram de extrema importância para a conquista: o zagueiro Luizão (ex-Coritiba) e os atacantes Bruno Cantanhede (ex-São Paulo) e Caíque (ex-Guarani), que falaremos um pouco mais daqui a pouco.

Pedro Paulo, artilheiro da Liga do Vietnã 2020. (Foto: Reprodução/Instagram Pedro Paulo)

Mesmo com brasileiros campeões, o grande conterrâneo destaque da liga vietnamita vem do terceiro colocado, o Sài Gòn. Pedro Paulo, que no Brasil teve passagem por Cruzeiro e Athletico Paranaense, foi o artilheiro da competição ao lado do jamaicano Rimario Gordon, com 12 gols marcados em 17 jogos, o que o fez entrar na seleção do campeonato junto com seu companheiro de equipe, Geovane Magno (ex-Maringá), que marcou 8 gols e esteve no top-10 artilheiros e também foi o quarto na artilharia se considerarmos apenas brasileiros.

Os Bruno’s também se destacaram. Bruno Henrique, do Hong Linh Ha Tinh, terminou o campeonato com uma média de um gol a cada dois jogos. Ou melhor, 10 gols em 20 jogos, o que lhe rendeu a vice artilharia empatado, assim como Pedro, com um jamaicano: Chevaughn Walsh, do Gia Kai. Ele teve passagem pelo Goiás, futebol tailandês, futebol português e estava no Moto Club antes de se transferir.

Bruno Cantanhede comemora um de seus gols importantes na luta pelo título. (Foto: Reprodução/Instagram Bruno Cantanhede)

Já Bruno Cantanhede, ex-São Paulo e Paraná, além de marcar o gol do título e do fim da seca do Viettel, balançou a rede por nove vezes e ficou com o 5° lugar da artilharia geral. Com a camisa do Viettel são 27 gols em 37 jogos nos dois anos atuando pelo clube.

Outro jogador destaque foi Rafaelson, do Nam Dinh, que passou pelo Vitória. Apesar da disputa contra o rebaixamento, o atacante anotou 6 gols na edição da liga e entre eles esse golaço logo no primeiro jogo de volta após a parada por causa da pandemia.

Mais três brasileiros também tiveram bom desempenho ofensivo e acabaram com cinco gols marcados na competição: Caíque, que já foi citado aqui, pelo campeão Viettel; Hedipo Gustavo pelo Binh Duong e Diego Silva, do Hai Phong. No total, oito brasileiros estiveram no top 23 da artilharia da V-League.